19 de maio de 2019

Fazer curso de IELTS e PTE ou estudar sozinho, o que é melhor?



Vale a pena fazer um curso de PTE e IELTS ou estudando sozinho consigo a nota de preciso? Assista esse vídeo e tire sua dúvida.


Posts do blog relacionados a inglês, tem vários posts com dicas das provas e de como foi minha experiência no dia da prova, confira:
http://potiguaussie.blogspot.com/search/label/ingl%C3%AAs


Confira os links que comentei no vídeo com dicas de cursos:

IELTS

Cursos On-Line:
https://www.roadtoielts.com/
http://scottsenglish.com/ielts/

Simulados e curso grátis para quem esta na Austrália e marcou a prova pelo IDP
https://ielts.com.au/study-for-ielts/practice-tests/

Curso de Redação em Melbourne:
http://www.hawthornenglish.edu.au/english-language-courses/ielts-courses/ielts-writing/


PTE

PTE Study Centre (Foi o curso que fiz em Melbourne, muito bom. Eles conhecem muito da prova, tem um ótimo suporte e tem unidades em várias capitais da Austrália)
https://ptestudycentre.com.au/

Simulados oficiais da Pearson
https://pearsonpte.com/preparation/practice-tests/

Material on-line
https://pteking.com/

Professora Particular - IELTS e PTE
Michelle Helou
https://www.michelleheloututor.com/

14 de maio de 2019

IELTS X PTE - Qual a prova mais fácil?



A série de vídeo mais esperada dos últimos tempos começou. Esse é o primeiro vídeo sobre as provas de inglês IELTS e PTE, onde falarei sobre detalhes e dicas de cada prova. Confiram o primeiro e, como sempre, ajudem a divulgar! Valeu!

Links comentados no vídeo:

Posts sobre provas de inglês e preparação:
http://potiguaussie.blogspot.com/search/label/inglês

Grupo IT.BR Australia
http://itbr.com.au/

https://www.facebook.com/groups/itbraustralia/


8 de maio de 2019

24 de abril de 2019

Estamos de Volta [de novo]...

Olá a todos, como estão? Sentiram nossa falta?

Como podem imaginar, a vida por aqui é muito corrida, especialmente nas fases de luta pelo visto, emprego e outras obrigações diárias. Mas nunca pensamos em parar com o projeto PotiguAussie. Estávamos sentindo falta de compartilhar informações com vocês e os amigos que encontramos por aqui que dizem que nos acompanhavam, além dos comentários no blog e no canal do youtube, nos animam a continuar nossa jornada digital.

Mas enfim, o que aconteceu com a gente nesse período? Muita coisa boa. Dando um rápido spoiler para patar a curiosidade de todos, já estamos com o nosso PR [Permanent Resident Visa] e já estou trabalhando na área de TI. A vida está voltando ao normal!

E o que vai acontecer com o blog e com o canal do youtube? Nossa vida continua atarefada, mas não iremos parar com o PotiguAussie, estão estamos pensando em formas de simplificar a produção para poder continuar gerando conteúdo e compartilhando com vocês.

Vou continuar postando no blog, especialpente nossa trajetória e dicas curtas ou mais fáceis de serem escritas. Continuem acompanhando os posts antigos, pois vou atualizar nossa trajetória e fazer os posts com datas passadas, de acordo com os acontecimentos, especialmente do visto. Dessa forma ficamos com tudo registrado e fica fácil de usar as informações como referência.

Confira o vídeo que fiz sobra a volta e as mudanças no canal do youtube:





Valeu, abraço a todos e obrigado pelo carinho de sempre! Nos vemos em breve.


13 de abril de 2018

Residentes!



Toda comunicação da imigração é feita por e-mail, e pela ansiedade você pode imaginar quantas vezes por dia eu verifiquei meu e-mail desde que aplicamos para o visto. Nesse dia eu  estava trabalhando em um café. Mesmo eu normalmente não verificando meu telefone durante o trabalho, especialmente em um momento que estava bem busy, eu parei para verificar meus e-mails. E lá estava ela, a tão esperada GRANT LETTER! Sim, recebemos nosso visto. Somo residentes!

Você pode imaginar como eu acabei de fazer os vários cafés que estavam na lista dos meus pedidos? Comecei a tremer, liquei para Thalita na mesma hora. Nos emocionaos até hoje quando lembramos [estou escrevendo esse post bem atrasado, mas emocionado novamente só em lembrar]. Depois de uma colega de trabalho ter percebido que os cafés não estavam saindo tão bonitos como de costume e perguntado o que tinha acontecido, meu gerente ter festejado ao saber e eu ter, enfim, terminado os cafés que estavam na fila, pude parar e sentar para conseguir me recuperar. Liguei novamente para Thalita, quase não falamos, só estávamos emocionados e felizes com a conquista.

Para quem quer saber um pouco mais sobre as datas das etapas do nosso visto, pode filtrar pela tag timeline. Veja o resumo da nossa timeline:

16-02-2016 - Aplicacao do EoI 189 60 pontos / Analista de Sistemas
17-03-2016 - Aplicacao 190 VIC (65 pontos)
20-06-2016 - Negacao de VIC do 190
09-02-2017 - Aplicacao do 190 p NSW
07-07-2017 - Atualizacao sa nota do PTE - 70 pontos no 189
27-09-2017 - Convite p o 190 NSW (nao apliquei)
18-10-2017 - Convite para o 189
27-10-2017 - Aplicacao do visto no 189
11-01-2018 - Solicitacao de mais informacoes
13-04-2018 - GRANT LETTER!!!

Foi uma longa jornada mas, graças a Deus estamos sendo muito abençoados em todo esse tempo na Austrália. Somo muito gratos a Ele, e a todos que sempre nos ajudaram e nos apoiaram, especialmente nossa família, que mesmo não tendo mais nosso convívio diário, torce e fica feliz com cada passo dado e vitória nossa por aqui. Tenho muito que agradecer a Thalita, que sempre esteve ao meu lado, passando pelos bons e maus momentos, e juntos vamos colhendo os frutos do que plantamos.

E agora? Agora a vida segue. Os objetivos não são mais apenas visto e prova de ingês, mas podemos continuar a planejar nossa vida. A vida não muda em um instante, apenas não temos mais as obrigações do visto, mas a batalha pelo emprego e pelos próximos passos continuam, como a vida de todo mundo com os desafios diários.

Agradecemos a todos que nos acompanham e torceram tanto por nós! Um grande abraço.


10 de dezembro de 2017

Aplicando para o Medicare



O Medicare é o sistema público de saúde da Austrália. Residentes e Cidadãos tem acesso a ele, já quem está em algum visto temporário, como o de esturante, não. Por isso quando aplicado para um visto de estudante temos que pagar pelo seguro de saúde de todo o período de validade do nosso visto. Mas o que acontece quando estamos no bridging visa, esperando pelo resutado do visto permanente? Para resguardar quem está nessa situação, quem aplica para um visto permanente tem direito ao Medicare.

Como comentei no último post, só depois de sermos convidados e finalizar a aplicação do visto, fazendo o pagamento, é que de fato temos a aplicação do visto e recebemos o bridging visa, mas ele só entra em vigor quando o nosso visto atual expira e estamos no aguardo para o resultado do nosso visto permanente. Tínha visto no site do Medicare que quando aplicávamos para um visto permanente já tínhamos direito a o Medicare, mas não especificava se era assim que aplicávamos ou só quando o bridging visa entrasse em vigor. Como não tinha a certeza, juntamos os documentos e fomos a uma unidade do Medicare. Chegamos lá podemos aplicar para o Medicare sim, e ela nem viu o bridging visa, só pediu os detalhes da aplicação. Recebemos um cartão temporário [interim] com validade de um ano. Caso o visto demore mais que esse período, receberíamos outro com mais um ano. Assim que o visto sair, receberemos o cartão definitivo.

E o Centrelink? O Centrelink é a seguridade social da Austrália, é por ele que recebemos o seguro desemprego, ajuda para os mais pobres [tipo um bolsa família. Sim! existe essa ajuda aqui] ou o auxílio maternidade. Como quem recebe o visto permanente não tem direito a maioria dos benefícios pelos primeiros dois anos[não pense que já poderá dar entrada no seguro desemprego assim que receber o visto... hahahaha], não tem necessidade [e eles não deixaram] de fazer o cartão do Centrelink. Um dos benefícios que temos acesso mesmo no início do visto é o auxílio maternidade, então ela nos orientou que procurássemos o Centrelink quando Thalita estiver grávida para então fazer esse cadastro.

E assim continuamos na espera pelo nosso visto, agora coberto pelo Medicare. Depois farei um post, ou vídeo, sobre ter plano de saúde mesmo tendo o Medicare e como foi fazer uma cirurgia aqui. Valeu, abraço e até a próxima.


27 de outubro de 2017

Aplicando para o visto permanente


Sem muito tempo para comemoração, precisamos juntar todos os documentos e dar entrada no visto. Até então o que tínhamos aplicado era uma EoI, expression of interest, apenas uma expressão de interesse para o visto, que a imigração após seguir uma fila baseada na pontuação, faz os convites. Ou seja, não tínhamos dado entrada no visto propriamente dito. Os documentos para aplicação do visto são basicamente os mesmos que utilizamos para o reconhecimento da profissão, como os documentos de identificação, diploma, cartas de recomendação dos últimos empregos, prova de inglês, além dos antecedentes criminais. Precisamos dos antecedentes criminais da polícia federal do Brasil, da estadual [de todos os estados que moramos nos últimos 10 anos, no nosso caso só moramos no RN mesmo] e da polícia federal da Austrália, AFP. Alguns outros documentos podem ser necessários, mas depende do agente que for analisar nosso caso. Nesse caso, decidimos usar apenas os documentos básicos e aguardar.

Nesse momento, criamos uma Immi Account, um usuário no sistema de solicitação de visto, já que o sistema usado para o EoI foi outro. Depois de juntar todos os documento, fazemos o upload deles no sistema, separados pelos aplicantes [meus e de Thalita] em diferentes categorias, como documento de identificação, trabalho, estudo. Depois de ler, reler, revisar, revisar de novo, e fazer isso mais dezenas de vezes, aplicamos para o visto, e pagamos, no dia 27/10/2017.

Como tínhamos um visto válido, o de estudante, após a aplicação [e pagamento], automaticamente já recebemos o bridging visa. Esse visto é um visto temporário de transição, que é válido quando seu visto atual acaba. Dessa forma você pode ficar legalmente no pais enquanto espera pelo resutado do visto aplicado. É importante saber que esse visto só entra em vigor depois que o seu visto atual acaba, então mesmo que ele não tenha limitação, de estudo ou trabalho, você continua com as obrigações do seu visto anterior até que o mesmo acabe. Nosso visto acabava em dezembro, não demorou muito, mas caso alguém tenha um visto de estudante muito longo, provavelmente receberá o visto permanente antes que o visto anterior acabe, nesse caso tendo que manter as obrigações do anterior até o momento de receber o visto novo.  

No dia 11/01/2018 recebemos um contato da imigração informando que o CO [case officer] foi designado, ou seja, um agente pegou nosso caso para analisar. Nesse momento ele faz a análise dos documentos e se achar que está tudo de acordo com os requerimentos ele aprova o visto, nesse caso ocorre o chamado direct grant. Bem, esse não foi o nosso caso. Ele solicitou alguns documentos a mais, como alguma comprovação dos meus últimos vínculos empregatícios, como o contra-cheque / olerite, e um formulário chamado Form 80. Esse formulário é bem extenso, e contém praticamente tudo que já informamos no próprio sistema [por isso, algumas vezes o CO pode nem fazer questão dele]. Precisamos preencher um formulário para cada, com informações como endereço onde moramos nos últimos 10 anos, passaportes, vistos e viagens internacionais nos últimos 10 anos, informação de toda família [pais e irmãos], e por ai vai. Juntamos os documentos, traduzimos e atualizamos nossa aplicação. A partir de agora é só controlar a ansiedade, rezar para estar tudo certo, e esperar pela grant letter.

Mais um passo dado e agora é só aguardar. Não deixem de conferir um post sobre o Medicare no Bridging Visa. Valeu, abraço a todos e até o próximo post.


18 de outubro de 2017

Recebemos o convite para aplição do visto permanente


Enfim nosso dia chegou, fomo convidados para aplicar para o visto permanente. Mas como não poderia deixar de ser, com emoção. Não só a grande emoção do convite, um dos melhores momemtos da nossa jornada até então, mas pelo nervosismo dos convites anteriores.

Eu estava acompanhando os convites pelo site a imigração. Eles mostram a cada convite um resumo, incluíndo qual a última data que foi afetada pelo convite. Assim, tínhamos como acompanhar quando se aproximava da data que atualizamos nossa aplicação. A cada convite eles avançavam um mês, quando chegou o convite que teoricamente nos chamariam, avançaram apenas uns 10 dias. Depois de mais 2 convites mais curtos, e quase uma parada cardíaca de ansiedade, recebemos o tão esperado e-mail. Sem mencionar também que recebemos o convite para o visto estadual para NSW [190] algumas semanas antes, mas como estávamos acompanhando esse avanço dos convites, e com muita coragem, preferimos esperar pelo independente [189].

Como já falamos aqui no blog, estávamos muito insatisfeito com a Bravo Migration, a agência de imigração que tínhamos contratatos para fazer nosso processo. Depois de conversas com a galera de um grupo de Brasileiros em IT [information technology / TI - Tecnologia da informação], o IT.BR, decidimos continuar o processo sozinhos, contando a ajuda dos amigos do grupo, em especial Tiago Felipe, o famoso Monstro!

Agradecemos a todos pela torcida e força sempre, e graças a Deus continuamos sendo muito abençoados por aqui. Agora é comemorar o convite, jutar os documentos e aplicar para o tão sonhado visto.

Abraços e até a próxima.


7 de julho de 2017

Nota máxima no PTE e em breve nosso convite


Para nossa felicidade, e alívio, enfim consegui a nota máxima no PTE!! Mas o que isso significa? Para quem já acompanha nossa história aqui no blog sabe da nossa luta com os requisitos do visto permanente, especialmente em relação ao inglês. [caso não conheça nossa história, navegue ai pelo histórico do blog e conheça um pouco mais da nossa jornada]

Resumo
Vou tentar resumir. Nosso plano inicial era vim para a Austrália com o visto permanente, que nos dá praticamente todos os direitos de um cidadão. Esse visto tem vários requisitos que contam pontos e existe uma pontuação mínima para fazer a aplicação. Entre outros requisitos, que já tínhamos resolvido, precisava de uma nota mínima na prova de pro-eficiência de inglês. Fiz vários cursos, estudei bastante, fiz vários IELTS e não estava conseguindo a nota apenas na redação. Quem conhece essa prova sabe como é. Foi aí que decidimos adiantar nossa vinda como estudante e continuar o processo por aqui. Fiz mais outro IELTS e não deu certo, fiz um PTE [outra prova de inglês aceita pela imigração] e consegui a nota que precisava. Mas depois de todo esse tempo passado, a demanda de TI para o visto permanente aumentou e a pontuação mínima para o processo do visto não foi mais suficiente. Tínhamos outras possibilidades, como o visto regional, mas tudo foi dando errado. Foi então que pela demora precisava aumentar minha pontuação no processo do visto para poder ser convidado a aplicar o visto de fato [para pontuação máxima precisava de mais de 79 em todos os skills, a nota máxima da prova é 90] . Foi quando começou mais uma vez minha luta com provas de inglês. Mas enfim, várias renovações de visto de estudante, muito estudo, muito gasto e muitas provas depois, consegui. O processo agora é apenas esperar para ser convidado, depois do convite é quando de fato se aplica para o visto e o processo ainda demora de 6 a 8 meses. Mas muito mais tranquilo, pois tudo já estará encaminhado.

Preparação e provas
Para essa nova tentativa de provas fui atrás de algum curso para poder tirar essa nota tão alta, fiz aulas de teste e fiz um curso mais barato que não me ajudou em nada, foi literalmente dinheiro jogado fora. Foi quando conheci o PTE Study Centre, fiz uma aula grátis gostei muito. Fiz o curso e ainda precisei fazer várias provas depois. A prova é muito longa e chata, e precisando da nota em todos os skills [não vale a média], acabei falhando apenas em um skill em várias provas, até finalmente conseguir a nota em todas. O pessoal do curso sempre me deu muito suporte e se mostrou comprometido com o meu resultado. Essa indicação não é paga, não é propaganda! De fato gostei muito do curso e faço questão de divulgar para quem precise fazer um curso ter uma referência. O curso dá todas as informações de como é a prova e como a pontuação funciona, dá muitas dicas e modelos. O PTE é feito no computador e corrigida por ele também, então existem muitos macetes para conseguir a nota. Mas não se engane, precisa ter um bom Inglês de toda forma e precisa se dedicar bastante, estudar e praticar muito.


Para saber um pouco mais sobre o IELTS e o PTE [inclusive com dicas] e como foram minhas outras experiências, clique aqui...


Então é isso, estamos de volta e vamos tentar postar aqui no blog e publicar vídeos mais frequentemente. Valeu, até a próxima.


18 de abril de 2017

O fim do visto 457

O primeiro ministro Malcolm Turnbull anunciou o fim do visto 457. Em resumo, esse visto é o que permite empresas "patrocinarem" [ou "sponsorarem" como os Brasileiros costumam falar por aqui] um funcionário para a obtenção do visto. Para conseguir esse visto era preciso vários requisitos, entre eles o emprego estar relacionado na lista de profissões em demanda e a empresa não ter encontrado um Australiano capaz de exercer essa profissão.

Na prática era um visto que permitia que estudantes conseguissem algum emprego na sua área e depois trilhassem para um visto permanente, para quem não tinha os requisitos para aplicar para os skilled visas 189 e 190. Essa decisão foi tomada porque muitas empresas estavam "patrocinando" funcionários em áreas não tão especializadas assim, e o governo quer proteger os empregos dos Australianos. Mas para isso foram criados dois novos vistos que visam continuar com o mesmo caminho para empregos qualificados.

Mais alterações foram anunciadas em relação a obtenção da cidadania. Antes você precisava ter morado quatro anos na Austrália, bastando o último ter sido com um visto permanente. Com a alteração será necessário morar quatro anos após o visto permanente e terá mais requisitos em relação ao inglês e ter se envolvido com a comunidade e com os princípios Australianos.

Caso não esteja familiarizado com esses termos e vistos citados acima, uma rápida busca no google lhe ajudará a entender um pouco mais.

Confira abaixo o pronunciamento do primeiro ministro anunciando essas alterações e os links para posts de outro blog com mais detalhes das alterações.



Uma agente de imigração explica como as novas mudanças no visto podem afetar você

Vai ficar mais difícil se tornar cidadão Australiano